Evento reuniu personalidades que, ao longo de 2019, contribuíram excepcionalmente com a Cultura do Estado de São Paulo. Ao longo do evento, Governador João Doria revelou alguns de seus projetos para o Estado de São Paulo.
Fonte: Iniciativa Empresarial pela Igualdade
Nessa quarta feira, 29, houve uma premiação de grandes personalidades que agregaram culturalmente em São Paulo. A premiação, realizada pelo Governador João Doria, ocorreu no Palácio dos Bandeirantes, onde foram entregues medalhas, prêmios e troféus para incentivadores da cultura em diferentes categorias.
Nas categorias se destacavam profissionais na área de gestão, produção e as demais vertentes de tudo que conhecemos como cultura. Houve destaque na entrega da Medalha Mário de Andrade. A categoria tinha como princípio premiar profissionais da área das Letras nascidos no Estado de São Paulo. Ao lado de José Vicente, advogado e reitor da Faculdade Zumbi dos Palmares, a medalha foi recebida também por Ana Maria Martins e Inácio de Loyola Brandão, ganhador do Prêmio Jabuti de Contos e Crônicas.
Outras personalidades a receberem medalhas foram Ismael Ivo, o Ex-Ministro da Justiça José Gregorio, Luís Calos Trabuco, Presidente do Conselho de Administração do Brasdesco, Laurentino Gomes, escritor brasileiro, Candido Botelho Bracher, Presidente do Itaú, entre outros.
No evento, foram compartilhados feitos e investimentos realizados pelo Governo no Estado de São Paulo em 2019, e ainda, foi comentada a realização do “FavelaFest” que acontecerá em Heliópolis, e promete ser mais do que apenas entretenimento, contando também com motivação e visando levar os residentes das favelas a atividades profissionais, proporcionando-os esperança e qualidade de vida.
Foram citadas também as obras feitas no Museu da Língua Portuguesa, que terá sua reinauguração em 2020, e a restauração do Museu do Ipiranga, que está sendo realizada, e será finalizada até outubro de 2022, segundo o Governador, onde serão comemorados os 200 anos de Independência do Brasil.