O contraste com o caos e a incompetência que marcam a atual administração faz com que boa parte da população dos EUA venha sentindo especial saudades do ex-presidente Barack Obama – e, o contraste absoluto vai além da política e chega à estética e às artes, pois Obama também parece possuir refinamento e até mesmo bom gosto musical. Como parte da divulgação de seu mais novo livro de memórias, “A Promise Land” (Uma Terra Prometida, em tradução livre) o ex-presidente preparou uma playlist especial para aprofundar ainda mais as saudades de sua administração – reunindo as músicas que para Obama melhor definem o período entre 2008 e 2016, quando era ele o morador da Casa Branca.

“A música sempre teve um papel importante na minha vida – e isso foi especialmente verdade durante minha presidência”, disse Obama no tweet que lançou a playlist. “Em comemoração pelo meu livro estar chegando às prateleiras amanha, eu fiz essa playlist apresentando algumas canções memoráveis de minha administração. Espero que vocês gostem”, escreveu.

A playlist traz Aretha Franklin, B. B. King, Beyoncé, Bob Dylan, Bruce Springsteen, Eminem, Frank Sinatra, Fleetwood Mac, Jay-Z, John Coltrane, Miles Davis, The Beatles, Stevie Wonder, Sade e U2 entre outros – nada menos que alguns dos maiores nomes da história da música.

Clássicos como “The Times They Are A-Changin’”, de Dylan, “Michelle”, dos Beatles, “My Favorite Things”, de Coltrane, “Freedie Freeloader”, de Miles Davis e “Sir Duke”, de Stevie Wonder, se misturam a artistas a lançamentos um pouco mais recentes, como “Halo”, de Beyoncé, “My 1st Song”, de Jay-Z, “Lose Yourself”, de Eminem e “Beautiful Day”, de U2.

Com isso, a playlist vai do folk ao pop, do rock ao jazz – mostrando seriedade, diversão, refinamento e qualidade na seleção musical de Obama: adjetivos que faltam à atual administração dos EUA em todos os sentidos.