“Por que tudo é branco?”, pergunta Muhammad Ali em entrevista de 1971 que anda pipocando nas redes sociais desde a morte de George Floyd.

O boxeador estava falando com Michael Parkinson, apresentador de um programa de entrevistas, que perguntara a Ali quando fora a primeira vez que ele tomara consciência do racismo. Ali disse que costumava fazer a

Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link https://valor.globo.com/carreira/coluna/ceos-precisam-ir-alem-do-discurso-para-combater-o-racismo.ghtml ou as ferramentas oferecidas na página.
Textos, fotos, artes e vídeos do Valor estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do Valor ([email protected]). Essas regras têm como objetivo proteger o investimento que o Valor faz na qualidade de seu jornalismo.
Penso nesse vídeo sempre que um CEO lança um comunicado ou publica algo nas redes sociais enaltecendo o repentino abrir de olhos após a morte de Floyd. Depois de anos sem perceber que a organização deles tinha problemas de diversidade, muitos gigantes empresariais dizem: não fizemos o suficiente e promoveremos mudanças.

As companhias vêm se acotov

Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link https://valor.globo.com/carreira/coluna/ceos-precisam-ir-alem-do-discurso-para-combater-o-racismo.ghtml ou as ferramentas oferecidas na página.
Textos, fotos, artes e vídeos do Valor estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do Valor ([email protected]). Essas regras têm como objetivo proteger o investimento que o Valor faz na qualidade de seu jornalismo.
Vejamos o Facebook, que tem mais poder do que muitos governos. Mark Zuckerberg asseverou em blog no mês passado que as “vidas negras importam” e esquematizou como a companhia iria melhorar seus “produtos e políticas”.

Recentemente, porém, o Facebook divulgou um relatório incriminador sobre como tem feito o oposto. Uma auditoria de dois anos conclu

Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link https://valor.globo.com/carreira/coluna/ceos-precisam-ir-alem-do-discurso-para-combater-o-racismo.ghtml ou as ferramentas oferecidas na página.
Textos, fotos, artes e vídeos do Valor estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do Valor ([email protected]). Essas regras têm como objetivo proteger o investimento que o Valor faz na qualidade de seu jornalismo.
Muhammad Ali compreendia isso. Depois de ganhar a medalha de ouro na Olimpíada de Roma voltou como um campeão americano. Ainda assim, por ser negro, recusaram-se a servi-lo em um restaurante. “Havia acabado de ganhar uma medalha de ouro e não conseguia comer no centro. ‘Há algo de errado”, contou.

Não é suficiente dizer que agora “você percebeu”.

Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link https://valor.globo.com/carreira/coluna/ceos-precisam-ir-alem-do-discurso-para-combater-o-racismo.ghtml ou as ferramentas oferecidas na página.
Textos, fotos, artes e vídeos do Valor estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do Valor ([email protected]). Essas regras têm como objetivo proteger o investimento que o Valor faz na qualidade de seu jornalismo.